Sem categoria

O trabalho invisível da mãe

Foto de Noelle Mirabelle e texto de Jaqueline Machado:

“Maternidade em tempo integral é o trabalho mais invisível e desvalorizado que existe. É sim.

É um trabalho extremamente cansativo. E isso não sou eu quem estou falando. Estudos apontam que cuidar dos filhos e da casa é muito mais cansativo e estressante do que um trabalho corporativo.

Eu já vivi os dois lados da moeda e concordo. Achei a maternidade em tempo integral muito mais cansativa, principalmente com relação ao mental/psicológico.

Quem vê uma criança ou um bebê feliz, arrumado e alimentado não consegue imaginar o trabalho que tem por trás. Não imagina a maneira que a mãe venceu cada birra, nem todas as vezes que ela contou até “mil” para não perder a paciência enquanto o filho se recusava a comer ou a fazer coisas simples como escovar os dentes.

Ninguém enxerga ela lavando a louça com o filho no colo, ou agarrado nas pernas, ou até mesmo chorando e pedindo atenção. Ninguém vê a sala de cabeça para baixo, cheia de brinquedos pelo chão. Ninguém imagina como é solitário não ter um outro adulto para conversar, e como é difícil perder a privacidade, tendo companhia até no banheiro.

Ninguém sente a sensação de estar realizando inúmeras tarefas, mas ter a sensação de não estar produzindo nada, de não estar sendo útil para a sociedade. O trabalho da mãe em tempo integral é tão invisível e tão desvalorizado por todo que, muitas vezes, até ela desacredita da sua importância.

Mas a parte boa é que existem pessoas que entendem, que valorizam porque sabem exatamente como é ser mãe em tempo integral. Sim, outras mães, que assim como você acreditam que o trabalho mais desvalorizado é também o mais importante e o mais bonito do mundo.”

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *