Sem categoria

Quais os riscos de furar a orelha de um bebê?

Quais são os riscos de furar a orelha de uma bebê recém-nascida? Essa é uma tradição tão arraigada na nossa sociedade que ninguém para pra pensar que ela tem sim riscos.

  • Qualquer tipo de furo pode gerar infecções e alergias e isso em um recém-nascido pode ser bem perigoso.
  • A ideia de que o recém-nascido não sente tanta dor não é verdadeira e inclusive o incômodo pode impactar bastante na sua qualidade de sono, que já costuma ser algo bem complicado para a maioria dos recém-nascidos.
  • Os brincos podem se prender em tecidos como lençóis, roupas e toalhas e facilmente rasgar o lóbulo da orelha da neném.
  • Se a tarraxa do brinco se soltar, a bebê pode acabar levando ela à boca e acabar se engasgando.

Diferentemente do Brasil, em países da América do Norte e da Europa é costume deixar essa decisão de furar a orelha ou não para a própria criança quando mais velha.

Muitas pessoas, inclusive, têm questionado se essa é uma prática de imposição de gênero. É uma questão bem complexa que cada família tem que decidir.

Eu, pessoalmente, escolhi não furar as orelhas da minha filha. Sofri muito quando criança com alergias no meu furo e não gostaria que ela também sofresse. Também detesto dormir de brinco porque me machuca, então por que motivo faria isso com ela sabendo que pode machucar? Mas, como eu falei, é uma escolha bem pessoal.

E você, furou ou não? Conta aqui sua experiência!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *