Sem categoria

Liberte-se da ideia de que o seu modo é o único correto

“O mundo continuará girando mesmo sem você. Liberte-se da ideia de que o seu modo é o único certo, de que você é a única que pode fazer as coisas acontecerem.” – Essa frase é do livro “As Coisas que você só vê quando desacelera” do mestre zen-budista sul-coreano Haemen Sunin. Essa é uma lição que demorei muito a assimilar e praticar.

No meu primeiro puerpério tive muita dificuldade em abrir espaço para o meu marido se relacionar com meu filho. Sempre achava que a forma dele de trocar a fralda, de acalmar um choro, de ninar, etc eram erradas. Ao mesmo tempo reclamava bastante que estava me sentindo sobrecarregada e exausta. Até que uma amiga me mostrou essa reflexão. No início foi bem difícil mudar minha atitude. Sempre que deixava ele fazer algo, acabava soltando um “ele gosta que faça dessa forma”, e acabávamos brigando. Aos poucos fui aprendendo a confiar nele como pai, inclusive nas demandas da madrugada.

Hoje confio totalmente e acho lindo de ver como os dois são tão unidos. Inclusive acho que o meu segundo puerpério tem sido bem mais leve justamente por conta desse aprendizado.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *