Sem categoria

Aberta a temporada de cesarianas de Natal

O número de nascimentos via cesárias costuma cair drasticamente durante o período entre o Natal e o Ano Novo e isso não é uma simples coincidência.

Muitos médicos antecipam os partos para não correrem o risco de perderem essas datas festivas, então para justificar os agendamentos surgem desculpas como: cordão enrolado no pescoço, bebê grande demais, placenta velha, mulheres sem passagem, entre muitos outros. Na maioria das vezes uma causa super “urgente” e “perigosa” mas com agendamento para outro dia porque naquele dia específico o médico não está disponível. Super urgente então né?

O pulmão é o último órgão a se desenvolver. Com isso, um dos maiores riscos de se agendar uma cesárea eletiva é o de o bebê simplesmente ainda não estar pronto para nascer. Isso faz com que muitos precisem de UTI neonatal ou venham a ter problemas respiratórios no futuro, como asma e bronquite.

É importante ainda saber que as ultrassonografias do último trimestre apresentam uma margem de erro de até 2 semanas a mais ou a menos. Isso significa que ao agendar uma cesárea eletiva estimando estar com 38 semanas, a gestante pode na verdade estar com 36, aumentando ainda mais o risco de prematuridade citado.

É preciso muita informação para saber que a maioria das indicações de cesáreas eletivas na verdade não têm fundamento científico nenhum e servem apenas para puro comodismo do/a obstetra. Sempre que possível, espere o seu bebê vir no tempo dele. Esse é um dos melhores presentes que você pode dar a ele!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *