Sem categoria

O mito do leite materno insuficiente

Meu neném não pára de chorar! Acho que ele está chorando de fome! Será que eu tenho leite suficiente?

É muito comum as mães terem esse tipo de questionamento, principalmente quando pessoas de foram reforçam essas perguntas. Sem a devida informação muitas de fato acreditam nesse mito e começam a inserir desnecessariamente o uso de fórmulas na alimentação de seus filhos. Sem o acompanhamento por um(a) pediatra que seja consultor em amamentação, essa estratégia pode acarretar um desmame precoce. Isso acontece porque no momento em que há a substituição pela mamadeira com fórmula, o seio não é estimulado e assim não ocorre a produção do leite materno, o que gradativamente vai fazendo com que menos leite seja produzido até que realmente o leite passe a ser insuficiente. O seio materno não é um estoque de leite, mas sim uma fábrica. Quanto mais o seio é estimulado, maior é a produção de leite materno. Isso quer dizer que: O LEITE MATERNO É PRODUZIDO ENQUANTO O BEBÊ MAMA.

Por fim, existem inúmeros motivos para o choro do bebê além de fome: cólica, dor, sono, calor, frio, pico de crescimento, salto de desenvolvimento. Afinal, a única forma que ele conhece de se comunicar é através do choro.

Caso você esteja insegura quanto a sua produção de leite, procure o auxílio de um profissional que seja CONSULTOR EM AMAMENTAÇÃO (procure saber se seu/sua pediatra tem essa qualificação) ou um Banco de Leite na sua cidade. Na página da Fiocruz, há a listagem completa deles.

Imagem de Bruno /Germany por Pixabay

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *