Sem categoria

Por que não usar cinta no pós-parto?

Uma sugestão que toda mãe recebe quando começa a montar seu enxoval é: Não esqueça da cinta pós parto! Mas será que ela é tão importante assim? Será que inclusive ela é recomendada?

No final da gravidez os órgãos se encontram muito apertados dentro do corpo da mãe, portanto, após o parto é muito comum ficar uma sensação de vazio e de órgãos soltos dentro da barriga. A cinta, apesar de não ser confortável, realmente ajuda a diminuir essa sensação, mas será que vale a pena?

Muitos especialistas atualmente não recomendam seu uso, pois ela pode dificultar a circulação e abafar a cicatriz de uma eventual cesárea dificultando sua cicatrização e podendo, inclusive, gerar uma infecção no local.

Apesar da sensação de afinamento da silhueta e da sensação de correção da postura com o uso da cinta, especialistas apontam que seu uso na prática impede a recuperação efetiva dos músculos não só da barriga como da região lombar. Isso faz com que, ao contrário do que a maioria pensa, ocorra um tempo significativamente maior de recuperação do corpo pré-parto, além de fazer com que muitas mulheres após um tempo relatem dor na região lombar.

A calcinha pós-parto é uma alternativa muito usada e que, por ser modeladora, diminui a sensação de órgãos soltos e que não causa os problemas relatados acima. Além de ser muito mais confortável, costuma ser mais barata.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *