Sem categoria

O poder do elogio descritivo

Elogio descritivo é aquele em que descrevemos um feito sem emitir julgamentos. É uma estratégia de fortalecer a autoestima de uma pessoa ao levá-la a refletir sobre o que conseguiu realizar reconhecendo, assim, suas próprias conquistas.

Você já reparou que ao elogiarmos o desenho de uma criança dizendo: “Nossa, meu amor! Que desenho lindo! Mamãe está orgulhosa de você!”, acabamos colocando o foco em nós mesmos? Criamos, assim, um ciclo vicioso de dependência de aceitação do próximo e quando menos percebemos o objetivo do que fazemos é simplesmente agradar o papai e a mamãe. Elisama Santos em seu livro “Educação não Violenta“, inclusive, nos questiona: “Quantas vezes você fez algo, considerou o resultado muito bom e, ao mostrar para alguém e ser criticado, mudou toda a sua opinião a respeito do seu feito? Quantas vezes dependeu da aprovação alheia para reconhecer suas realizações?”.

Por outro lado, ao substituirmos o elogio acima por: “Nossa, meu amor! Você conseguiu fazer direitinho uma baleia e os peixinhos em volta! Você deve estar muito orgulhoso por ter conseguido! Você ficou feliz com o resultado?”, passamos, então, o foco para a criança e seu feito sem fazer elogios exagerados e levando-a também a refletir sobre como se sente.

Pequenas mudanças como essa em nossos discursos são capazes de criar filhos muitos mais empoderados, confiantes e conscientes de suas habilidades.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *