Sem categoria

O que é parto humanizado?

O parto humanizado não é um método e independe da via de parto. Ele defende o protagonismo da mulher no nascimento de seu filho e entende que esse é o momento mais esperado de qualquer gestação. O momento em que toda mãe sonha que ocorra de forma leve e cheia de amor. Esse conceito envolve, portanto, uma série de questões complexas, como:

  • É direito da mãe aguardar o sinal da chegada de seu bebê, mesmo que sua via de parto seja cesárea, de forma a evitar partos prematuros desnecessários;
  • Os profissionais presentes no nascimento têm consciência do grau de importância do momento e evitam conversas pessoais e barulhos desnecessários;
  • Há um ambiente de incentivo e acolhimento à mãe no momento do parto;
  • Liberdade de movimentos durante o trabalho de parto e de escolha do local para parir;
  • É incentivada a presença da doula em todos os momentos, já falamos sobre a importância delas aqui;
  • É direito da mãe elaborar um documento chamado “plano de parto”, no qual ela informa todas as suas escolhas, que devem ser respeitadas sempre dentro do possível;
  • O ambiente do nascimento apresenta uma iluminação fraca e uma temperatura amena, mesmo sendo em um centro cirúrgico. Assim, os bebês têm uma transição mais suave em sua chegada, visto que dentro do útero eles estavam no escuro e no quentinho;
  • “Hora de ouro”, em que o bebê vai imediatamente após o nascimento, mesmo em cesáreas, para o colo da mãe em um contato pele a pele que ajuda a estabilizar sua respiração, seus batimentos cardíacos e sua temperatura;
  • É incentivada a amamentação durante a “hora de ouro”;
  • Clampeamento tardio do cordão umbilical (o famoso “esperar ele parar de pulsar para cortar”), mesmo em cesáreas, de forma a reduzir os riscos de anemia no recém-nascido;
  • Os procedimentos da pediatria considerados padrão após o nascimento (aplicação de colírio de nitrato de prata, desobstrução das vias áreas e injeção de vitamina K) só são realizados se necessários e conforme anuência da mãe;
  • Mãe e bebê ficam juntos durante todo o período de recuperação do parto.

Essas são apenas algumas características do que seria um parto humanizado e que deixam claro que esse termo não pode ser limitado de forma tão simplista à via de nascimento: normal ou cesárea.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *